Análise do fluxo de informações no processo de manutenção predial apoiada em BIM: estudo de caso em coberturas

Bárbara Lepca Maia, Sérgio Scheer

Resumo


As patologias na construção civil podem causar muitos transtornos aos seus ocupantes e em casos extremos, podem vir a causar a ruína da edificação. A problemática a ser resolvida com este estudo é como a manutenção em edificações pode ser facilitada através da gestão da informação apoiado pelo processo BIM (Building Information Modeling). O objetivo geral foi realizar a análise do fluxo de informações no processo de manutenção predial apoiada pelo conceito BIM, o qual propõe um formato definido para facilitar a exploração de todas as informações do ciclo de vida do projeto. Para atingir tal objetivo foi realizada a análise do fluxo, uso e formato das informações no processo de correção de não-conformidades (patologias) em sistemas de coberturas de fibrocimento especificamente. Essas análises são baseadas em referencial teórico e também em um estudo de caso, cuja unidade de análise é composta por catorze edifícios residenciais concluídos entre 2006 e 2015, todos executados pela mesma construtora em Curitiba/PR. O produto final apresentado neste trabalho é um conjunto de quatro propostas de fluxos informacionais que visam a solução de dois terços das solicitações de manutenção estudadas. 


Palavras-chave


Fluxo de informação, Ciclo PDCA, BIM, Manutenção predial

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA JUNIOR, O. F. de. Mediação da informação: ampliando o conceito de disseminação. In: VALENTIM, M. (Org.) Gestão da informação e do conhecimento. São Paulo: Polis, Cultura Acadêmica, 2008. p.41-54.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS.NBR 15.575: Desempenho de edificações habitacionais. Rio de Janeiro, 2013.

ATTADIA,Lesley Carina do Lago; MARTINS, Roberto Antonio. Medição de desempenho como base para evolução da melhoria contínua. Revista Produção, São Paulo, v. 13 n. 2, p. 33-41, 2003.

BESSANT, J.; CAFFYN, S.; GALLAGHER, M. An evolutionary model of continuous improvement behavior.Technovation, v. 21, n. 2, p. 67-77, 2001.

BESSANT, J. et al. Rediscoveringcontinuous improvement.Technovation, v. 14, n. 1, p. 17-29, 1994.

BUILDINGSMART.BIM. Disponível em: . Acesso em 05 ago. 2015.

CAFFYN, S. Development of a continuous improvement self assessment tool. International Journal ofOperations & Production Management, v. 19, n. 1, p. 1138-1153, 1999.

CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO.Tabela de garantias. Disponível em: . Acesso em: 06 ago. 2015.

CASTRO, U. R. Importância da manutenção predial preventivas e as ferramentas para sua execução. 2007. 44f. Monografia (Especialização em Construção Civil) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007.

GEUS, A. de. A empresa viva: como as organizações podem aprender a prosperar e se perpetuar. 6.ed. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

GOMIDE, T. L. F.; PUJADAS, F. Z. A.; NETO, J. C. P. F.Técnicas de inspeção e manutenção predial: vistorias técnicas, check-up predial, normas comentadas, manutenção X valorização patrimonial, análise de risco. São Paulo: Pini, 2006.

GOOGLE. Ciclo pdca. Disponível em: Acesso em: 15 abr. 2016.

INSTITUTO BRASILEIRO DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS DE ENGENHARIA DE SÃO PAULO. IBAPE/SP. 2005 – Disponível em :. Acesso em: 10 ago. 2015.

INTERNATIONAL FACILITY MANAGEMENT ASSOCIATION.About. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2015.

KUME, H. Métodos Estatísticos para Melhoria da Qualidade. 11 ed. São Paulo: Gente, 1993.

LACASSE, M. A.; SJOSTROM C.Recent advances in methods for service life prediction of buildings materials and components - an overview. In: Proceedings. CIB WORLD BUILDING CONGRESS. Toronto:2004, p 1-10.

LAUDON, K. C.; LAUDON, J. P. Sistema de informação com internet. 4.ed. Rio de Janeiro: LTC, 1999.

MANZIONE, L. Proposição de uma estrutura conceitual de gestão do processo de projeto colaborativo com o uso do BIM. 2013. 325f. Tese (Doutorado em Engenharia de Construção Civil) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

MANZIONE, L. et al. Desafios para a implementação do processo de projeto colaborativo: análise do fatos humano.In: Anais...TIC,5. Salvador: Escola Politécnica USP, 2011.

MARCHAND, D. Managing information quality.In...Proceedings. Wormell, 1, INFORMATION QUALITY: DEFINITIONS AND DIMENSIONS, 1990, London.Proceedings. London: Taylor Graham, 1990. p.7-17.

MOTAWA, I.; ALMARSHAD, A.A knowledge-based BIM system for building maintenance.Automation in Construction, v. 29, p. 173–182, 2013.

SHIBA, S.; GRAHAM, A.; WALDEN, D. TQM: quatro revoluções na gestão da qualidade.PortoAlegre: Bookman, 1997.

SINDUSCON – SP.Resíduos na construção civil. Disponível em:

www.sindusconsp .com.br/envios/2012/informativo/residuos/residuos_construcao_civil_sp.pdf>. Acesso em: 10 jun. 2015.

SUCCAR, B. Building Information Modeling Framework: a research and delivery foundation for industry stake holders. Automation Construction, v. 18, n.3, p. 357-375, 2009.

TEICHOLZ, P.et al.(Ed.).BIM for Facility Managers.New Jersey: John Wiley & Sons, 2013. VALENTIM, M. L. P. (Org.) Gestão, mediação e uso da informação. São Paulo: Cultura

Acadêmica, 2010.

WERKEMA, M.C.C. As ferramentas da qualidade no gerenciamento de processos. Belo Horizonte:Fundação Christiano Ottoni, 1995.




e-ISSN 2175-8018


Creative Commons License
IJIE - Iberoamerican Journal of Industrial Engineering foi licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.


Iberoamerican Journal of Industrial Engineering. Universidade Federal de Santa Catarina. Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas. Florianópolis, SC, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial do IJIE, encaminhe um e-mail para periodico.ijie@gmail.com ou ijie@contato.ufsc.br