Da Crítica Genética à Tradução Literária: o caminho da (re)escritura

Marie-Hélène Paret Passos

Resumo


Por que e de qual maneira a crítica genética pode ser uma forma de leitura reveladora no processo tradutório  de  um  texto  literário?  É  a  pergunta  que  guia  meus  passos  nesta  pesquisa.  A  partir  do  estudo genético do prototexto do conto inédito de Caio Fernando Abreu:  “Anotações para uma  estória de amor”, analiso o processo escritural do autor, isto é, procuro entender como o autor criou, estruturou e textualizou sua narrativa. Isso, no fito de embasar meu processo tradutório nesse saber genético que um texto fixo não pode revelar. Almejo, assim, esboçar as bases de uma interdisciplinaridade entre crítica genética e tradução literária.

Palavras-chave


crítica genética, tradução literária, escritura, Caio Fernando Abreu

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


In-Traduções ISSN 2176-7904, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.