Cultivando saberes: hortas familiares, segurança alimentar e práticas educativas no planalto serrano catarinense

Amanda Farias Leão, Nádia da Silva, Natalia Camargo Rodrigues, Nicole Orsi, Zilma Isabel Peixer

Resumo


Este artigo analisa o processo de implementação de propostas de Agricultura Urbana no município de Curitibanos/SC. A partir de 2013 o PET: Ciências Rurais (UFSC), inicia o projeto na perspectiva de duplicar a tecnologia social proposta pelo LECERA/CCA/UFSC, que tem como um de seus objetivos o incentivo a formação de hortas em espaços urbanos. O trabalho iniciou pelo bairro São Luiz em parceria com organizações da sociedade civil, entidades governamentais e religiosas, foi ampliado em 2016 com atividades na APAE/Curitibanos. Esse projeto pauta-se em experiências solidárias articulando práticas e incentivos a realização de hortas nas famílias e ações educativas através de hortas e jardins terapêuticos. Desta forma contribui para produção alimentar familiar, com inferências na educação alimentar e nutricional, bem como, delineando espaços culturais e interacionaisentre os jovens e suas famílias. Enquanto resultado observa-se a contribuição para processos de inclusão social, saúde, qualidade de vida e cidadania, com a consequente valorização do conhecimento, saberes e fazeres na produção alimentar e nas práticas de economia solidária. É nesse sentido que muitas experiências envolvendo a construção de hortas comunitárias e de agricultura urbana são realizados.

Palavras-chave: Agricultura Urbana; Horta Comunitária; Soberania e Segurança Alimentar, Agroecologia.


Palavras-chave


Agricultura Urbana; Horta Comunitária; Soberania e Segurança Alimentar; Agroecologia.

Texto completo:

PDF/A

Referências


REFERÊNCIAS

ALTIERI, M. Agroecologia, agricultura camponesa e soberania alimentar. Revista NERA, Presidente Prudente, v. 13, n. 16, p. 22-32, 2010.

AQUINO, A. M.; ASSIS, R. L. Agricultura orgânica em áreas urbanas e periurbanas com base na agroecologia. Revista Ambiente & sociedade, Campinas, v. 10, n. 1, p. 137-150, 2007.

BRASIL, MEC. Programa de Educação Tutorial - PET: Manual de orientações básicas. Brasília: MEC, 2006. Disponível em: . Acesso em: 22 abr. 2017.

CONSEA - Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional (LOSAN). Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2013.

DAGNINO, R. P. Tecnologia social: ferramenta para construir outra sociedade. Campinas, SP: IG/UNICAMP, 2009.

DOBBERT, L. Y. Áreas verdes hospitalares – percepção e conforto. 2010. 121 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Escola de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

FAO - Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura. Criar cidades mais verdes. Itália. FAO. 2012.

FAO - Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura. Panorama de la seguridad alimentaria y nutricional em América Latina y el Caribe: una nueva agenda de políticas públicas para superar la crisis alimentaria. Oficina Regional para America Latina y el Caribe: FAO, 2009.

FBSSAN – Fórum Brasileiro de Soberania Alimentar e Nutricional. Site oficial. Disponível em . 2017.

FORPROEX – FÓRUM DE PRÓ REITORES DE EXTENSÃO DAS UNIVERSIDADE PÚBLICAS BRASILEIRAS. Política nacional de extensão universitária. Manaus, 2012. Disponível em:

pdf>. Acesso em: 5 mar. 2014.

FREDDI, S. M.; RODRIGUES, R. G.; RIBAS, C. E. D. C. Cidades produzindo alimentos: uma nova perspectiva para a Segurança e Soberania Alimentar no meio urbano. In: GARCÍA, M. D. D. et al. (Org.). Soberanía alimentaria e agricultura ecolóxica Propostas de acción. 1. ed. Vigo Espanha: Grupo de Investigación en Economía Ecolóxica e Agroecoloxía, 2011, v. 1, p. 841-852.

GUIMARÃES, V. N.; HAMMES, A.; MUÑOZ, E.; SEVERO, L.; BERNARD, R. Parcerias interinstitucionais e o papel social das universidades públicas. In: QUARTIERO, E. M.; BIANCHETTI, L. (Org.) Educação Corporativa: aproximações. São Paulo: CORTEZ, 2005.

MENDONÇA, M. M. Semeando Agroecologia nas cidades. Revista Agriculturas: experiências em agroecologia, Rio de Janeiro, v. 9, n. 2, 2012.

MITRIONE, S.; LARSON, J. Healing by Design: Healing Gardens and Therapeutic Landscapes. InformeDesign, v. 2, n. 10, 2007.

MOUGEOT, L. J. A. Urban agriculture: definition, presence, potential and risks. In: BAKKER, N. et al. (Org), Growing cities, growing food: urban agriculture on the policy agenda. Feldafing: DSE, 2000.

PET: Ciências Rurais. Cartilha de Agricultura Urbana. UFSC/Curitibanos (FNDE/CAPES). 2015.

SANTANDREU, A.; LOVO, I. C. Panorama da agricultura urbana e periurbana no Brasil e diretrizes políticas para sua promoção: Identificação e caracterização de iniciativas de AUP em Regiões Metropolitanas Brasileiras. DOCUMENTO REFERENCIAL GERAL: Versão Final. Belo Horizonte, 2007, 89p.

SANTOS, B. S. A gramática do tempo: para uma nova cultura política. SP: Cortez, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Rev. NECAT, ISSN 2317-8523, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.