Riscos infecciosos no ambiente escolar: relato de experiência com escolares através de metodologia ativa

Aluísio Ferreira Celestino Júnior, Eliseth Costa Oliveira Matos, Brenda Lima Filocreão, Carla Costa da Silva, Monise Isabelly Souza Soares, Ruth Carolina Leão Costa

Resumo


Metodologias Ativas de Ensino constituem formas de mediação que vêm superar concepções pedagógicas que não respondem de maneira adequada aos desafios da complexidade contemporânea. Foram desenvolvidas atividades de educação em saúde em uma escola de ensino fundamental na cidade de Belém através da metodologia da Problematização através do Arco de Maguerez o qual compreende cinco etapas: observação da realidade e definição do problema; identificação dos pontos-chave; teorização; hipóteses de solução; e aplicação à realidade que foram rigorosamente seguidas no processo de intervenção com a comunidade. Foi priorizada uma abordagem lúdica e participativa o que ratificou que Metodologias Ativas possibilitam realizar esta intervenção com eficácia e mobilizam diferentes atores do ambiente estudantil para a percepção e busca de solução dos problemas.


Palavras-chave


Microbiologia; infecção; Educação em Saúde; Metodologias Ativas; Problematização.

Texto completo:

PDF/A


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.