O enfrentamento do transtorno depressivo maior na perspectiva de pacientes

Thatiana Daniele Guioto ferreira, Kelly Graziani Giacchero Vedana, Daniel Fernando Magrini, Ana Carolina Guidorizzi Zanetti

Resumo


Esse estudo investigou como a pessoa com depressão maior enfrenta mudanças cotidianas impostas pelo transtorno. Estudo com abordagem qualitativa, realizado em ambulatório psiquiátrico no interior de São Paulo - Brasil, em 2013 a 2014. Foram selecionados 25 adultos com depressão por amostragem teórica. Os dados obtidos por entrevista foram submetidos à análise de conteúdo baseada no Interacionismo Simbólico. O enfrentamento da depressão é dinâmico, permeado pela ambivalência e determinado por significados construídos em interações sociais. Houve reforço mútuo entre sintomas e enfrentamento disfuncional. Experiências bem sucedidas no manejo da depressão estiveram ligadas ao enfrentamento ativo, aliado ao tratamento e apoio emocional e social. A enfermagem tem potencial para promover o enfrentamento adaptativo da depressão em diferentes contextos de assistência.

Palavras-chave


Transtorno depressivo maior; Adaptação psicológica; Enfermagem psiquiátrica; Saúde mental; Relações interpessoais; Comportamento e mecanismos comportamentais.

Texto completo:

PDF/A


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.