Reflexões sobre câncer, corpo e cuidado: sentimentos de enfermeiros atuantes em um hospital do sul da Bahia

Eliana Santos Goldman Pinto, Amanda Silva Rodrigues

Resumo


RESUMO: Objetivo: Conhecer os sentimentos vivenciados por enfermeiros ao cuidar de pacientes com integridades física e corporal comprometidas, em decorrência do câncer. Método: estudo descritivo, de abordagem qualitativa. Participaram quatro enfermeiros atuantes na unidade de oncologia de um hospital filantrópico do município de Itabuna-Bahia. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas e para análise das falas utilizou-se o modelo de categorias temáticas. Depois de transcritas, as falas originaram categorias, discutidas por meio da análise de conteúdo. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UESC, sob o Parecer 407.982/2013. Resultados: A partir das unidades de registro, emergiram três categorias: i)O enfermeiro diante do corpo com câncer; ii) O corpo com câncer e a construção do eu e do outro; iii) Implicações éticas do ‘estar com’ a pessoa com câncer. Conclusão: Cuidar de um corpo desfigurado pelo processo de adoecimento característico de alguns tipos de câncer é fenômeno complexo, pois desencadeia sentimentos e mobiliza afeto também em quem cuida. O enfermeiro lida a todo instante com essas emoções, para que consiga, sobretudo, dispensar um cuidado integral e ético.


Palavras-chave


Enfermagem oncológica; Emoções; Ética

Texto completo:

PDF/A


Saúde & Transformação Social/Health & Social Change, ISSN 2178-7085, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.